Sintomas do herpes: como reconhecer a doença em qualquer estágio

Симптомы герпеса

Todo mundo que já teve uma recaída de herpes sabe como isso acontece. E hoje, com uma abundância de medicamentos e medicamentos efetivos nas farmácias, a maioria dos que sofrem dessa doença consegue superar efetivamente suas manifestações, impedindo o início do estágio mais desagradável.

Aqueles que nunca sofreram herpes antes, todas as manifestações desta doença causam um grande número de sensações desagradáveis. Mas se forem reconhecidos de maneira oportuna e correta, é possível usar os remédios certos a tempo e não levar o assunto a inflamações e úlceras francas e extremamente pouco atraentes.

Obviamente, para diferentes tipos de herpes, os sintomas serão diferentes. Portanto, vamos considerá-los separadamente e começar com todos os mais comuns e irritantes - com herpes nos lábios.

Sintomas de herpes simplex nos lábios


Somente à primeira vista, pode parecer que todos os sinais de herpes nos lábios estão limitados a erupções cutâneas e outras rupturas de pequenas vesículas. De fato, uma recaída do herpes tipo 1 aparece ainda mais cedo.

No primeiro estágio, o herpes labial sempre se faz sentir com formigamento desagradável e formigamento nos lábios. Pode parecer que os lábios ou a tira fina acima deles estavam ligeiramente queimados.

Um pouco mais tarde - após cerca de meio dia - a pele no local do formigamento começa a ficar vermelha. Este já é um sinal inequívoco do vírus do herpes (deve-se lembrar que a pele simplesmente queimada fica vermelha imediatamente após a exposição térmica).

Em mais algumas horas, pequenas vesículas transparentes, muito dolorosas, começarão a aparecer nos locais de vermelhidão. A princípio, eles são quase invisíveis externamente, mas após um dia, devido ao seu grande número, o local do dano incha e começa a dar a impressão de inflamação. Este é o estágio da doença quando a mudança de curso já é problemática.

Em mais um ou dois dias, todas as bolhas escurecerão e adquirirão uma cor amarela saturada. O líquido neles engrossa e, devido ao aumento da pressão, as próprias bolhas começarão a estourar. No lugar de cada um permanecerá uma ferida dolorosa, que rapidamente se torna crocante. Esta fase do curso da doença é muito desagradável: é impossível esconder úlceras e crostas formadas, mesmo com a ajuda de cosméticos, e outros, conhecendo a causa de tais danos aos lábios, tentam evitar o contato com o paciente.

Se as cascas das úlceras não forem removidas, elas desaparecerão sozinhas com rapidez suficiente - após 4-5 dias, não haverá vestígios visíveis delas. Se você pegar úlceras secas constantemente, a cura pode durar algumas semanas .

O importante é que, se a herpes labial aparecer com frequência, forte e nos mesmos locais, isso geralmente leva à formação de cicatrizes nos lábios, que estragam sua aparência.

Sintomas do herpes genital


Alguns sintomas do herpes genital são geralmente semelhantes aos do herpes nos lábios. Porém, devido à maior gravidade dessa doença, sintomas sérios e mais gerais são adicionados a eles, específicos do herpes na virilha. Assim, à medida que a recaída se desenvolve:

  • comichão e queimação nos órgãos genitais, pele na virilha e quadris, às vezes nas nádegas.
  • Em alguns casos, edema pode aparecer, especialmente em homens.
  • Dor na região da virilha, lembrando sensações após treinamento intenso. Às vezes, a dor pode ser ouvida nos quadris e na região lombar, mas isso é muito raro.
  • Aumento da temperatura. Este também é um sintoma pouco frequente.
  • Deterioração geral da condição física, fadiga e dores de cabeça.
  • Erupções abundantes de pequenas vesículas nos lugares onde coceira e queimação eram sentidas anteriormente. A princípio, essas vesículas podem ser invisíveis, embora extremamente dolorosas, e às vezes até dão a impressão de reações alérgicas. No entanto, um pouco mais tarde - depois de um ou dois dias - todos escurecem um pouco e já testemunham inequivocamente o herpes. Nesse caso, as erupções cutâneas podem aparecer não apenas nos órgãos genitais e perto deles, mas também nos quadris, nádegas e até na uretra e no colo do útero.
  • Ruptura de vesículas com a expiração do líquido a partir delas e a formação de pequenas úlceras.
  • Formação de crostas - cobrindo as úlceras com crostas e sua cicatrização gradual. Durante esse período, coceira e dor não são mais sentidas.

Após 6 a 10 dias, todas as crostas secas das úlceras desmoronam e não há sinais de recaída recente em nenhum lugar.

Mas o herpes genital também é perigoso porque muitas vezes tem sérias conseqüências para a psique do paciente.

Sintomas psicológicos do herpes

Como a maioria das doenças sexualmente transmissíveis, o herpes genital em muitos casos é percebido pelos pacientes com muito mais dor do que o herpes nos lábios. Até agora, existe um estereótipo geralmente aceito de que é uma pena ficar doente com essa doença, e experiências devido a possíveis problemas na vida sexual às vezes levam ao desenvolvimento de depressão e vários distúrbios nervosos.

Por exemplo, muitos jovens, somente depois de saberem que têm herpes genital, podem ficar trancados em si mesmos, parar de se comunicar com os amigos, perder o interesse na vida. Por esse motivo, um medo subconsciente de fazer sexo pode se desenvolver. O modo como um jovem rapaz ou garota sobreviverá a esse estágio depende, em grande parte, de seu ambiente - família e amigos.

Pacientes mais maduros podem começar a fumar e beber mais e, além disso, freqüentemente frustram a irritação e o ressentimento de seus agentes infecciosos. Atualmente, eles são mais irritáveis ​​e podem até cometer um crime.

Como regra, com o tempo, as primeiras experiências emocionais desaparecem, e a maioria dos pacientes tenta ser tratada para herpes. Alguns são encorajados nesta fase, outros se tornam especialmente responsáveis.

No final, todos os pacientes com herpes genital são divididos em dois grupos.

Os primeiros se resignam ao fato de que agora precisam viver com herpes a vida toda e agora devem ter um cuidado especial com a saúde. Eles começam a levar uma vida sexual mais ordenada e a monitorar sua saúde.

Outros podem ficar deprimidos, sofrer compulsões, desenvolver vários distúrbios nervosos: insônia, fixação em doenças e várias fobias.

Herpes sem sintomas - isso acontece?

Após uma recidiva do herpes, o corpo produz uma resposta imune estável às partículas virais ativas. Com boa imunidade forte, a atividade do herpes é suprimida e as recaídas não ocorrem mais. Da próxima vez, todos os problemas com coceira, vesículas e úlceras serão sentidos apenas quando as forças imunológicas do corpo estiverem enfraquecidas: após uma doença grave, com falta de vitaminas ou na estação fria.

Acontece que, após uma única recaída, o vírus do herpes nunca mais aparece. Isso acontece muito raramente, mas acontece. Isso pode ser devido a uma imunidade muito forte, à especificidade do próprio vírus (cepas enfraquecidas são encontradas) ou simplesmente às características do corpo. Para o herpes genital, essa é quase a regra: sintomas externos pronunciados aparecem em apenas uma em cada cinco pessoas infectadas.

Pode ser que o herpes se manifeste uma vez - na juventude ou na infância - e depois de muitos anos. Isso também ocorre devido ao enfraquecimento do sistema imunológico, e na maioria das vezes ocorre durante determinados períodos, os quais vamos dar uma olhada mais de perto.

Quando são os sintomas mais comuns do herpes?

A afta mais comum no inverno. Durante esse período, o corpo de um cidadão russo médio experimenta um estresse imunológico real: ele está carente de vitaminas devido à falta de frutas e vegetais frescos, muitos bacilos e outros vírus estão flutuando pelo qual o corpo gasta seus próprios anticorpos, geralmente há uma infecção por várias doenças respiratórias, e isso é tudo isto é devido a uma acentuada falta de luz solar.

Além disso, o herpes geralmente se manifesta:

  • no verão, durante o período de floração das plantas alergênicas e a abundância de poeira. As próprias doenças alérgicas comprometem o sistema imunológico e dão ao herpes todo o seu potencial.
  • Pouco antes das férias de inverno e antes das férias de verão. Isso pode não parecer uma razão particularmente importante, mas as estatísticas são inexoráveis: no pico das cargas de trabalho, quando as coisas são pré-arranjadas antes das férias e os funcionários têm mais probabilidade de sofrer estresse, a frequência de manifestações do herpes, como algumas outras doenças, aumenta.
  • Durante a gravidez. É possível reduzir a probabilidade de manifestação do herpes aqui, seguindo estritamente o conselho de um médico que, entre outras medidas, prescreverá vitaminas para fortalecer as forças imunológicas.

Sintomas de outros tipos de vírus do herpes: Alerta - significa protegido

A variedade de manifestações do herpes não se limita apenas ao herpes labial e genital. E os sintomas de doenças causadas por outros tipos de vírus do herpes devem ter certeza: isso ajudará a identificar os especialmente perigosos a tempo.

Assim, o herpes ocular é caracterizado pela secreção abundante de líquido lacrimal, fotofobia e pelo aparecimento de vesículas herpéticas nas pálpebras, sobrancelhas e córnea.

O herpes atlético é caracterizado por erupções cutâneas e úlceras no pescoço, ombros e dedos. É acompanhado por febre, inflamação das amígdalas e dor de cabeça. Frequentemente encontrado nas pessoas envolvidas em luta livre (infecção por contato de corpos).

A varicela , também conhecida como varicela, uma doença conhecida hoje principalmente como uma doença infantil, manifesta-se em febre, piora do estado geral, prurido intenso, erupções cutâneas intensas na pele e subsequente cicatrização das úlceras deixadas no lugar da inflamação.

E um dos vírus do herpes mais graves, mas também os menos comuns , o vírus Epstein-Barr , se manifesta como inflamação dos gânglios linfáticos, febre, tontura e dor ao engolir.

A luta contra os sintomas do herpes: existe uma razão?

Às vezes, pensa-se que combater os sintomas do herpes é inútil: eles dizem que a doença é incurável, mas não fatal, e por si só passará mais rápido.

Isto não é verdade. Hoje, a indústria farmacêutica produz medicamentos poderosos à base de Aciclovir, Valaciclovir e Fatsiklovir, que são altamente eficazes para suprimir a atividade do vírus, especialmente na luta contra o herpes nos lábios.

A garantia mais importante da eficácia desses medicamentos é a pontualidade de seu uso. Aqui o relógio conta: por exemplo, a pomada deve ser aplicada quando as sensações desagradáveis ​​nos lábios começarem a se fazer sentir. Se você iniciar o tratamento labial em um estágio inicial, há uma chance de impedir o aparecimento de vesículas e úlceras. Se as vesículas aparecerem, é realmente tarde para esfregar os lábios, e a doença continuará em sua forma usual.

Faz sentido tratar a cura de cascas secas com géis suavizantes e hidratantes - nesse caso, os danos aos lábios serão menos visíveis e passarão mais rapidamente.

E o mais importante, lembre-se: com o aparecimento dos sintomas do herpes, você é um distribuidor ativo do vírus. E os próprios sintomas informam que, durante esse período, você deve cuidar especialmente de seus amigos e parentes e minimizar o contato com eles. E então - observe cuidadosamente a si mesmo e, quando surgir o menor indício da doença, inicie imediatamente a terapia ativa, deixando o herpes sem chance de se manifestar completamente.

Seja saudável!

Útil para ler:

Características da transmissão do herpes nos lábios

Como curar o herpes em apenas 1 dia?


Terezinha Teixeira Machado: Eu tenho um amigo que dicobriu que tinha essa doença parce que atingiu o nervo da perna esquerda eles está de muletas não tem forças na perna

Wilson Pelufe: Nunca tem nada so aciclovir um veneno para o erpes zoster isso e uma duenca veneria ate os 40 anos numca tive isso transei muito muito mesmo aciclvir ou os mesmos do aciclovir o erpes nao aseita nada químico so com coisas naturais nada quimico eu te.nho muitos e diversos nomes para voces usarem wilsopelufe

Jose Pereira: E óbvio uma simples pomadinha ja é o olho da cara é isso tudo gera lucros pras indústrias farmacêuticas essa máfia maldita.

Cesar Anjos: Quem disse que não tem cura se enganam. É isso mesmo que eu disse . Na medicina de Deus você se cura, através de um dia descobrir um método de cura. Não gastem dinheiro com remédios como Aciclovir isso é balela , os médicos dizem que não tem cura. Tem cura sim. Método não é caro , caro é viver com herpes.